Chile e MS investem no corredor bioceânico

29/05/2014

Líderes discutem rotas e investimentos para o projeto.


Na última segunda-feira (26), um projeto inovador que envolve a construção de corredores bioceânicos para promover a integração comercial da América do Sul, foi apresentado pelo prefeito da cidade chilena de Iquique, Jorge Soria Quiroga ao governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli.
Durante a reunião, foi exposto ao governador um mapa com os corredores rodoviários e ferroviários com trechos que ligam o porto de Iquique com a intenção de incluir mais de 10 mil quilômetros unindo a América do Sul.
A intenção do projeto é ligar um trecho rodoviário de 470 quilômetros entre Villamontes na Bolívia e Hito 60, na fronteira do Chile e da Bolívia. Está em pauta também um trecho ferroviário de quilômetros entre Villamontes e Tupiza, na Bolívia. Neste ponto estão conectadas as redes ferroviárias dos países do Oceano Pacífico com as redes dos países do Atlântico. Já o governo do Estado pretende construir duas pontes de concreto na fronteira com o Paraguai.
De acordo com o prefeito de Iquique, Jorge Soria, a conclusão destas obras vai permitir ao Brasil, Bolívia, Argentina, Paraguai e Uruguai que a produção chegue ao Oceano Pacífico e grandes mercados mundiais. “Durante 50 anos lutamos para integrar toda a América do Sul e encontramos dois grandes corredores. Primeiro de Iquique ao Rio Grande do Sul e há 25 anos, descobrimos um corredor plano, que não passa pelas grandes altitudes da Cordilheira dos Andes. Vem pelo Salar de Uyuni, na Bolívia, Paraguai e entra no Brasil por Porto Murtinho. Isto significa que é o grande corredor que une o Pacífico ao Atlântico, como o Canal do Panamá”, explicou o prefeito.
Já o governador André Puccinelli vê como objetivo aproximar as relações e novos projetos que possam surgir. “O programa Irsa – Integração Regional Sul Americana é um sonho de nós sul-mato-grossenses por estarmos no centro da rota. Quando pudermos estabelecer essas saídas rodoviárias e ferroviárias para o Pacífico será a emancipação de Mato Grosso do Sul”, declarou o governador Puccinelli.
Investimento
Os recursos são próprios no valor de quase R$ 14 milhões, onde serão construídos sobre o rio Apa que divide o Paraguai com Mato Grosso do Sul uma ponte de 180 metros de comprimento por 13,5 metros de largura ligando a cidade sul-mato-grossense de Porto Murtinho a Vallemi, no Paraguai e uma outra estrutura que terá 120 metros por 13,5 m de largura ligará as cidades de San Carlo, no país vizinho ao município de Caracol.


Fonte: Capital News 

Todos os direitos reservados à CODESUL.

Santa Catarina

http://www.sc.gov.br

Paraná- Foto: Joel Rocha

http://www.pr.gov.br

Mato Grosso do Sul- Foto: Chico Ribeiro

http://www.ms.gov.br

Rio Grande do Sul- Foto: Arquivo RS

http://www.rs.gov.br