Chapecó avança no projeto de internacionalização do aeroporto

26/02/2014

Adjori-SC
26/2/2014 
Ampliação do terminal Serafin Enoss Bertaso é prioridade na agenda da aviação civil em Santa Catarina.
O projeto de internacionalização do aeroporto Serafin Enoss Bertaso, em Chapecó, esteve em pauta nesta manhã (25) durante a reunião de representantes do Núcleo Estadual de Integração da Faixa de Fronteira do Estado de Santa Catarina, em São Miguel do Oeste. Também foram discutidas ações nas áreas de segurança pública e turismo para a região, que abrange 85 municípios catarinenses.
Em entrevista à Agência Adjori de Jornalismo, o secretário de Planejamento Estadual, Murilo Flores, revelou que a prioridade neste momento é a ampliação e a internacionalização do aeroporto de Chapecó. Tratativas já teriam ocorrido em Brasília junto ao Ministério da Integração Nacional, que coordena o programa de núcleos e fronteiras, e na Secretaria de Aviação Civil. Conforme o secretário, o terminal Serafin Bertaso terá ampliação da área de embarque e desembarque de passageiros, da plataforma de cargas e receberá uma Aduana, dando ao aeroporto porte internacional.

O próximo passo, diz o secretário, é iniciar as negociações com o prefeito de Chapecó, José Claudio Caramori. A expectativa é que o projeto esteja concluído ainda neste ano para, na sequência, dar início as obras de ampliação.

Outros estudos também estão sendo realizados para projetar os investimentos necessários a ampliação dos demais aeroportos do interior do Estado. A avaliação está sendo feita por uma empresa contratada pelo governo federal e é acompanhada pelo executivo catarinense. Além de Chapecó, São Miguel do Oeste está na lista prioritária de cidades que necessitam investimentos no setor de aviação. “Há uma decisão política de que os aeroportos regionais são muito importantes para dinamizar a economia catarinense. Então, esse investimento será feito”, ressaltou o secretário, que não descarta a possibilidade de concessão de exploração para a iniciativa privada.


Demais pautas desta terça-feira

Outros assuntos também estiveram em pauta no encontro do Núcleo de Fronteira nesta terça-feira. Um deles, voltado à Educação, consiste no ensino do idioma espanhol nas escolas públicas, tendo em vista a proximidade com a Argentina. Também foram discutidas medidas para o crescimento do setor de turismo. Uma das propostas é a criação de roteiros turísticos ligados à gastronomia, valorizando as diferenças étnicas da região. 

Já o tema segurança esteve voltado especificamente a ações relacionadas à fronteira, tendo em vista o forte “turismo de compras”. Presente no evento, o secretário estadual de Segurança Pública, Cesar Augusto Grubba, apresentou um balanço dos investimentos feitos no Oeste em equipamentos de videomonitoramento e para o setor de inteligência, na aquisição de veículos e no aumento do efetivo. Grubba destacou ainda a compra de um helicóptero que estará sediado em Chapecó.

O próximo encontro do Núcleo Estadual de Integração da Faixa de Fronteira do Estado será no mês de abril, em São Lourenço do Oeste. O foco do debate estará em torno das BRs existentes na região fronteiriça, principalmente a BR 282. A via é considerada estratégica em ações que aumentem a competitividade do Estado. Serão convidados a participar deste encontro, representantes do Dnit, Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes, e do Deinfra, Departamento Estadual de Infraestrutura.

O Núcleo Estadual de Integração da Faixa de Fronteira do Estado de Santa Catarina foi instalado em agosto de 2013. O Programa foi criado pelo governo federal com o objetivo de coordenar ações e propor de medidas que visem implementar políticas públicas para a região fronteiriça. Cada Núcleo de Fronteira reúne municípios até 100 km de distancia da fronteira. Em Santa Catarina, o grupo é coordenado pela Secretaria de Estado do Planejamento.

Números da região da Faixa de Fronteira:

- 11 Secretarias de Desenvolvimento Regional;
- 85 municípios;
- Área de 21.002 km²;
- 828.368 habitantes (13,26% da população total de Santa Catarina);
- Densidade Demográfica: 39,44 hab/Km²;
- PIB: R$ 17.971.798.000,00 (2010)
- Cidades trigêmeas – cidades fronteiriças vinculadas: Dionísio Cerqueira (SC); Bernardo de Irigoyen (Província de Misiones/Argentina); e Barracão (PR).


Fonte: Correio dos Lagos – 26/02/2014 

Todos os direitos reservados à CODESUL.

Santa Catarina

http://www.sc.gov.br

Paraná- Foto: Joel Rocha

http://www.pr.gov.br

Mato Grosso do Sul- Foto: Chico Ribeiro

http://www.ms.gov.br

Rio Grande do Sul- Foto: Arquivo RS

http://www.rs.gov.br